NATAL

Natalino José do Nascimento, o seu Natal da Portela, nasceu na cidade de Queluz, no interior paulista, e ainda criança mudou-se com a família para o Rio de Janeiro. Desde a juventude, Natalino sempre teve uma forte atuação na quadra da escola, uma vez que a agremiação fora fundada na casa de seu pai.

Ainda jovem, Natalino começou a trabalhar na Central do Brasil, onde mais tarde ocorreria o mais grave acidente de sua vida – Natalino teve o braço direito amputado. Mas, a ausência do braço direito não deixou Natal incapacitado de atuar na sua escola de coração. Mesmo sem compor um único samba de enredo, Natal transformou-se em bicheiro e passou a patrocinar a Portela, tornando-a a primeira escola de samba a ter um bicheiro como patrocinador.

Com o tempo, Natal conquistou respeito e admiração na comunidade e, além disso, passou a representar a escola em todos os lugares onde era requisitado. Sua simpatia e humildade fizeram com que o então ministro das relações exteriores, Negrão de Lima, levasse a agremiação ao Palácio do Itamaraty para se apresentar à Duquesa de Kent, em 1959.

Devido a alguns problemas de saúde, Natal veio a falecer em 5 de abril de 1975, deixando três filhos e vários fãs, além da escola de samba que ajudou a divulgar. Após sua morte, a agremiação decidiu elegê-lo presidente de honra da Portela, em homenagem póstuma.  

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Natal_da_Portela