ANICETO

 

Aniceto da Portela nasceu em Pedra de Guaratiba em 12 de agosto de 1912 e faleceu em 7 de julho de 1982. Irmão de Mijinha e Manaceia, foi compositor de proa na Portela. Era fundidor, trabalhou e se aposentou na CEDAE. Bem relacionado, conseguiu emprego para muitos companheiros.

Aniceto era muito amigo do portelense Cláudio Bernardo, que o levou ainda bem moço para a Portela. Foi casado com dona Zizi, com quem teve três filhos. Após o casamento, afastou-se por algum tempo da escola, voltando a frequentá-la a partir de 1970, quando se formou o grupo da Velha Guarda. Apreciava a boa comida e era excelente cozinheiro. Dentre os seus pratos prediletos destacavam-se algumas iguarias exóticas como o caruru-do-campo.

Os sambas “Madrugada”, “Desengano” e “Quem me ouvir cantar” foram as composições de Aniceto de maior sucesso.

Fonte: VARGENS, João Baptista M; MONTE, Carlos Monte. A Velha Guarda da Portela. 2. ed. Rio de Janeiro: Manati, 2004.