11/11/2017::Paulinho da Viola nos horizontes do mundo

 04/11/2017::Balanço do balanço (ou o que será o amanhã na terra do bispo doido?)

 06/04/2017::Do mar de lama de Mariana e da LIESA como metáfora do Brasil-vergonha

 03/03/2017::Portela, campeã de 2017: épica, lírica, dramática

 20/02/2017::Portela na Lapa: projeto confirma pioneirismo da azul e branco

 01/08/2017::Dorina & Aldir Blanc: feito uma festa, um ritual ?

 07/01/2047::Pelo telefone: de samba, acasos e guerreiros

 27/11/2016::Lembrar e agradecer

 06/11/2016::Um mundo todo azul

 22/08/2016::Portela em festa: a consagração do carnaval e as flores em vida de Monarco

 23/07/2016::Monarco, flores em vida

 03/02/2016::Três Paulos

 15/01/2016::Torcer: poema em forma de crônica

 03/01/2016::Dona Dodô da Portela: passado de glória

 31/12/2015::?Tá legal, eu aceito o argumento?

 03/08/2015::Novos e altos voos da águia

 25/06/2015::De samba, resistência e intolerância: teste ao samba

 25/01/2015::Dona Dodô: um romance

 27/12/2014::Fim de ano de encontros e amizade

 25/02/2014::A azul e branco na hora da verdade: flashes

 28/01/2014::Como era o desfile

 25/01/2015::Dodô, da Portela, de todos nós

 13/12/2013::Habemus Samba!

 24/10/2013::Clara Nunes ancestral: um mito revisitado

 25/07/2013::Um ano para esquecer e lembrar: 2013, ano 1 da Nova Portela

 28/04/2013::Crônica de uma derrota anunciada (e as lições que tiramos disso)

 01/02/2013::Sem direito de errar: Madureira vai chorar de dor, senhor Nilo?

 12/06/2013::O trem do samba e o samba da Portela

 04/06/2017::Madureira sobe o Pelô.

 01/08/2011::Se for falar da Portela, hoje não vou terminar