Liesa confirma rebaixamentos e cancelamento dos ensaios técnicos

 

Por Redação SRzd

Duas questões foram especuladas pelos sambistas nos últimos dias envolvendo o Carnaval do Rio de Janeiro.

A primeira envolve a possibilidade de cancelamento do rebaixamento do Grupo Especial de 2018, em razão da dificuldade financeira das agremiações para a construção dos desfiles.

A outra, seria uma reviravolta no cancelamento dos ensaios técnicos gerais por conta da liberação de uma verba federal anunciada no início da semana. Com o aporte financeiro do Ministério da Cultura, cada escola receberá cerca de R$ 2 milhões, o mesmo valor da folia anterior.

A Liesa garante que duas escolas serão rebaixadas para a Série A. A informação foi divulgada por Leonardo Bruno do “Extra”.

Sobre os ensaios técnicos, não há novidades. A entidade gestora do Carnaval carioca entende que não há mais tempo hábil para organizar o evento que simula os desfiles oficiais.

Vale lembrar que chegou a circular nas redes sociais, uma suposta grade de ensaios técnicos, desmentida pela Liesa.

No mês de outubro, o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, explicou o motivo do cancelamento dos ensaios técnicos gerais e apresentou detalhes dos valores investidos neste evento na temporada passada.

“O ensaio técnico está sendo cancelado porque a Liesa não tem recursos. Não tem como a gente fazer. Sem recursos, só se a gente tiver um patrocínio. Por enquanto, não tem. Por 15 anos, a Liga vem bancando sozinha esses ensaios . Isso aí, pra gente, é um custo de R$ 3,5 milhões a R$ 4 milhões por ano. O dinheiro é gasto com segurança, limpeza de banheiros, controle, carro de som, a gente banca tudo. Por 15 anos, a gente bancou. Este ano, infelizmente, não vamos conseguir fazer”, disse.

+ Colunistas do SRzd falam sobre cancelamento dos ensaios técnicos 2018. Leia aqui!

Os únicos ensaios autorizados pelo diretor de Carnaval da Liesa, Elmo José dos Santos, segundo contou o síndico da Marquês de Sapucaí, José Carlos Machine, ao SRzdenvolve os casais de mestre-sala e porta-bandeira, comissões de frente e alas coreografadas.

Fonte.:  www.srzd.com