Governo do Rio investirá R$ 30 milhões no Carnaval 2020

 

Por Redação SRzd

Enquanto a prefeitura cortou a verba das escolas de samba do Grupo Especial e Série A, o governo do estado anunciou, na manhã desta quarta-feira (16), que investirá R$ 30 milhões no Carnaval 2020. A novidade foi divulgada pelo governador Wilson Witzel, na abertura do Rio Summit, no Hotel Fairmont, em Copacabana.

O que ainda não se sabe é como a verba será dividida e quanto cada agremiação ganhará para a produção do seu desfile. Vale lembrar que o apoio do governo foi fundamental para a realização do Carnaval 2019, e possibilitou o retorno dos ensaios técnicos no Sambódromo – evento que ainda não está confirmado para o ano que vem.

‘A todos aqueles que não gostam de Carnaval, me desculpem’

Na última quinta-feira (10), o Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, Ruan Lira, esteve na final da Beija-Flor, em Nilópolis, e discursou no palco da quadra. Na ocasião, o dirigente já havia anunciado que o estado daria dinheiro ao Carnaval. Em sua fala, Lira enalteceu à festa e ‘pediu desculpas’ àqueles que não simpatizam com o Maior Espetáculo da Terra.

“A todos aqueles que não gostam de Carnaval, me desculpem, mas o Governo do Estado do Rio de Janeiro vai abraçar o Carnaval, sim. Ano que vem, vai ter dinheiro para o Carnaval, sim. E vamos fazer o melhor Carnaval em 2020. Me desculpem os outros, mas o Carnaval do Rio de Janeiro pede passagem”, disse Ruan Lira.

Mais dias de desfiles em 2021

Também na manhã desta quarta-feira (16), em Copacabana, Wilson Witzel anunciou outra novidade para a folia carioca. O governador tem a ideia de aumentar os dias de Carnaval em 2021 e realizar os desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí em dois finais de semana, podendo ter ainda um terceiro, com a apresentação das campeãs.

“O Carnaval pode ter o mesmo modelo do Rock in Rio: dois finais de semana. Porque você consegue manter o público a semana inteira. Não ficam aqueles desfiles com sete escolas por noite. A gente pode fazer uma coisa que seja mais cômoda para quem for assistir. Ficam duas semanas”, disse o governador.

Fonte.:  www.srzd.com