Carlos Monte e Joo Baptista Vargens so homenageados pela diretoria da Portela

 

Portelenses históricos e biógrafos da Velha Guarda Show, eles foram agraciados com a Medalha Natal da Portela

Carlos Monte e João Baptista Vargens, autores do livro "A Velha Guarda da Portela", foram homenageados pela diretoria da Portela, no último sábado (3), durante a tradicional Feijoada da Família Portelense. Os dois receberam a Medalha Natal da Portela das mãos do presidente Luis Carlos Magalhães. A honraria tem o objetivo de reverenciar portelenses que prestam relevantes serviços à Majestade do Samba.

Além dos membros da Velha Guarda Show, a cerimônia contou com a presença ilustre de Dona Neném, de 94 anos, viúva do compositor Manacéa e amiga de longa data dos homenageados. Lançado em 2001 pela editora Manati, o livro escrito por Monte e João Baptista conta a gloriosa história do grupo musical formado por bambas portelenses.

Sócio benemérito da Portela e pai da cantora Marisa Monte, o engenheiro Carlos Monte, que completou 80 anos no dia 25 de julho, entrou para a escola na década de 1970, quando foi convidado para ser diretor cultural. Atualmente ocupa uma vaga de suplente no Conselho Deliberativo.

Escritor, tradutor e pesquisador, João Baptista M. Vargens é professor titular e coordenador do Setor de Estudos Árabes da UFRJ. Além de extenso trabalho e publicações sobre cultura árabe, escreveu, ainda, livros sobre os compositores Candeia, Martinho da Vila, Monarco e Casquinha. Portelense desde sempre, foi um dos fundadores do Grêmio Recreativo de Arte Negra e Escola de Samba Quilombo, em 1975, ao lado de Candeia e outras personalidades. 


Foto: Paulo Henrique Souza (PH)

Legenda: Carlos Monte e João Baptista Vargens posam no palco com a baluarte Dona Neném, viúva do compositor Manacéa 

Fonte.:  www.gresportela.com.br