Vergonha! Pelo terceiro ano consecutivo, Liesa vira mesa, Imperatriz segue no Grupo Especial e Castanheira renuncia

 

Por Guilherme Ayupp

Em reunião plenária, na noite desta segunda-feira, na sede da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), os representantes das escolas de samba do Grupo Especial e membros fundadores da Liga decidiram não rebaixar a Imperatriz Leopoldinense no Carnaval 2019. Com a decisão, o presidente Jorge Castanheira informou que por não concordar com a manutenção da Imperatriz vai renunciar ao posto de presidente da Liesa.

“Foi votado 8 a 5 a favor da manutenção da Imperatriz. Eu não concordo e manifestei minha decisão de renunciar”, disse Castanheira.

Jorge Castanheira disse que o pedido desta segunda-feira foi apenas sobre a Imperatriz Leopoldinense. Não foi citado o que será feito com o Império Serrano. A reunião plenária durou duas horas e contou com as participações de Rogério Andrade, presidente de honra da Mocidade Independente de Padre Miguel, que geralmente não participa do encontro, e da ex-presidente do Salgueiro, Regina Celi.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Liesa não rebaixa uma agremiação no Grupo Especial. Com a medida dos presidentes, a Liga terá que pagar uma multa de R$ 750 mil pelo acordo feito com o Ministério Público após o Carnaval 2018, que segurou na elite do samba o Império Serrano e a Grande Rio.

Fonte.:  www.carnavalesco.com.br