Chapa com Monarco, Luis Carlos Magalhães e Fábio Pavão foi lançada com festa em Oswaldo Cruz

 

Por Fábio Silva

Cerca de 1.500 pessoas prestigiaram evento da Portela Verdade; eleição será em maio 

A chapa Portela Verdade, formada por Monarco, Luis Carlos Magalhães e Fábio Pavão, foi lançada oficialmente no último domingo (7), no Campo do Falcon, em Oswaldo Cruz. O evento reuniu cerca de 1.500 pessoas, entre sócios, baluartes, conselheiros, diretoria, segmentos de desfile e membros das torcidas organizadas Guerreiros da Águia, Amigos da Águia, Sangue Azul e Nação Portelense, além do bloco Birita, Mas Não Cai. A eleição na Portela acontece em maio.

Candidato a vice-presidente, Fábio Pavão, atual presidente do Conselho Deliberativo, discursou primeiro e relembrou a vitoriosa trajetória da gestão Portela Verdade, a partir de 2013. "A primeira chapa Portela Verdade foi com Serginho Procópio de presidente e Marcos Falcon vice. A segunda foi com Falcon presidente e Luis Carlos Magalhães vice. Agora, temos Luis Carlos como presidente e eu de vice. É a continuidade daquilo que começou lá atrás. São os mesmos sonhos, o mesmo objetivo de tornar a Portela forte e competitiva. Avançamos muito nos últimos seis anos, mas queremos avançar muito mais. Tenho certeza de que existem coisas a serem corrigidas, pois sempre há, mas juntamente com as torcidas e os segmentos vamos nos empenhar e manter a Portela cada vez mais forte", disse Pavão. 

Também integrante da comissão de Carnaval, ele destacou o bom momento vivido pela escola, citando algumas das conquistas mais importantes da administração e anunciando metas para o próximo triênio. "O crescimento da Portela é notório em qualquer quesito que a gente for avaliar. A Portela é líder do ranking da Liesa hoje e não é por acaso. É porque ao longo dos últimos seis anos se preparou. Fez carnavais competitivos, investiu e contratou uma equipe de ponta. Desde a construção do Sambódromo, nós nunca tivemos uma fase tão boa e voltando tantas vezes no Desfile das Campeãs. Temos um trabalho social de excelência. Nosso departamento cultural também se destaca pelo belo trabalho que faz o ano inteiro. Queremos avançar mais, por isso precisamos do apoio de todos. Queremos construir uma sala de atendimento ambulatorial e ampliar os projetos sociais na área de saúde. Vamos criar, também, uma ouvidoria para dinamizar a comunicação entre sócios, torcedores e diretoria. Uma sala de troféus à altura da grandeza da Portela também é um dos nossos objetivos", anunciou Pavão.

Atual presidente da agremiação, Luis Carlos Magalhães ressaltou o caráter democrático do pleito e também fez questão de lembrar Marcos Falcon, de quem foi vice na última eleição. "O que nós precisamos agora é de uma enorme energia para enfrentar uma eleição. E é uma eleição difícil, porque ela é democrática. E ela é democrática porque nós quisemos assim. Eu não sei se na história da Portela houve uma eleição tão democrática assim. E nós queremos que seja sempre assim... Não estamos aqui só para vencer a eleição. Queremos ser julgados por vocês, porque nós temos consciência absoluta de que nós demos o melhor de nós, seja no carnaval, seja ao longo do ano inteiro. E nós não podemos esquecer da pessoa que foi fundamental para recolocar a Portela nos trilhos e devolver o orgulho ao portelense, que tem nome e sobrenome: Marcos Falcon. Hoje, os resultados estão aí. No carnaval, na área social, na área cultural... Repito: não queremos apenas ganhar a eleição. Queremos ser julgados por vocês."

Luis Carlos também falou sobre algumas das próximas metas da gestão. "Eu sempre disse que tinha dois objetivos muito claros quando virei presidente, após o falecimento do Falcon: ajudar a Portela a conquistar um título e fortalecer nossa marca. E isso foi feito! Vencemos em 2017 e conseguimos lançar a nova marca da Portela, depois um projeto sério de estudo. E os resultados já estão aparecendo, como a parceria internacional com o estilista Jean Paul Gaultier e o Camarote Portela, na Sapucaí. Agora, temos que fortalecer ainda mais a marca da Portela, assim como investir em melhorias e no conforto da quadra, que é nossa principal fonte de renda, com os eventos. O Portelão é a segunda casa de todos nós, por isso merece sempre todo o nosso carinho e atenção", completou.

Aos 85 anos, Monarco, que compõe a chapa como presidente de honra, exaltou a atual fase da Portela e disse que o "trabalho tem que continuar". "Em time que está ganhando não se mexe. A Portela hoje só nos dá alegria. Ela voltou a disputar títulos e a ser esperada na Avenida. O trabalho tem que continuar", declarou.

Fonte.:  www.galeriadosamba.com.br