Segundo tempo! Mais seis escolas desfilam pela Série A neste sábado

 

Por Redação SRzd

A Marquês de Sapucaí recebe as outras seis agremiações da Série A para os desfiles no Sambódromo neste sábado (2). O SRzd, que não podia ficar de fora dessa, preparou a maior cobertura da história, com novidades e muita informação aos leitores do site.

Primeira escola a se apresentar, a Unidos de Bangu contará o enredo “Do ventre da Terra, raízes para o mundo”,  desenvolvido pela dupla de carnavalescos Edson Pereira e Alex Oliveira. A agremiação quer levar à Avenida uma mensagem contra a fome e a miséria do nosso país, sendo um alerta social às autoridades governamentais. A escola contará a história das raízes que alimentam o nosso povo e até hoje estão presentes à mesa de nossa gente, sua plantação e germinação.

Segunda escola a se apresentar, a Renascer de Jacarepaguá levará para a Avenida o enredo “Dois de Fevereiro no Rio Vermelho”, desenvolvido pelos é dos carnavalescos Alexandre Rangel e Raphael Torres. O fio condutor do enredo será a chegada dos negros escravizados, cujo culto aos orixás reverenciava a “Rainha do Mar”. O local tornou-se tradicional reduto de ex-escravos que tornaram-se pescadores após a abolição e transformaram a Casa do Peso – local onde eram conferidos os resultados da pesca – em um santuário de reverência à Iemanjá.

Terceira escola a se apresentar, a Estácio de Sá mostrará na Sapucaí o enredo “A fé que emerge das águas”, desenvolvido pelo carnavalesco Tarcísio Zanon. A agremiação, que já cantou o Círio de Nazaré e São Jorge, promete fazer um mergulho profundo na fé e se debruça na devoção humana a partir de uma imagem que ano a ano mobiliza milhares de fiéis, o Cristo Negro de Portobelo, imagem encontrada nas águas do mar do Caribe.

Quarta escola a se apresentar, a Unidos do Porto da Pedra tem o enredo “Antonio Pitanga – Um negro em movimento”, desenvolvido pelo carnavalesco Jaime Cezario. O ator Antonio Pitanga, pai da também atriz Camila Pitanga, terá sua história contada na Avenida.

Quinta escola a se apresentar, a Império da Tijuca mostrará na Sapucaí o enredo “Império do Café, o Vale da Esperança”, desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé.

Última escola a se apresentar, a Acadêmicos do Cubango contará o enredo “Igbá Cubango – A alma das coisas e a arte dos milagres”, desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora. O tema propõe um diálogo com a memória da própria escola: o pentacampeonato conquistado em 1979, com o antológico samba “Afoxé” (de autoria de Heraldo Faria e João Belém, então interpretado por Elza Soares), foi dedicado ao “ídolo menino” Babalotim, objeto sagrado que ainda habita a quadra da Noronha Torrezão. As cabaças dos assentamentos, as figas, os abacaxis dos balangandãs, os amuletos indígenas, as carrancas, os ex-votos do catolicismo popular, tudo isso estará presente no Carnaval da agremiação.

SRzd preparou uma cobertura especial para os desfiles na Marquês de Sapucaí. Você pode acompanhar, em tempo real, tudo sobre os acontecimentos na passarela do samba em nossas redes sociais: @srzdcarnaval, @portalsrzd @srzd.

No Facebook, antes do início dos desfiles, flashs da concentração, dispersão e entorno na pista com os últimos ajustes das agremiações para a noite.

Em nosso site, você poderá conferir reportagens, entrevistas, fotos, vídeos e as famosas matérias especiais sobre cada desfile em SRzd.com, com a tradicional análise dos nossos comentaristas dos quesitos em julgamento.

Fonte.:  www.srzd.com