Evento no Museu de Arte do Rio destaca enredo e projetos sociais da Portela

 

Realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, MAR de Oswaldo Cruz e Madureira reuniu membros da diretoria, alunos de cursos da escola e torcedores 

A Portela ocupou o Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça Mauá, no último sábado (9), com uma série de atividades culturais. Desenvolvida pelo Departamento Cultural da agremiação, a programação do MAR de Oswaldo Cruz e Madureira, como o evento foi batizado, homenageou Clara Nunes, tema do enredo de 2019, e também abriu espaço para alguns dos projetos sociais promovidos pela escola.

Pela manhã, o enredo da Portela foi tema de um debate, no pavilhão do MAR, com o presidente Luis Carlos Magalhães; o presidente do Conselho Deliberativo e membro da comissão de carnaval da agremiação, Fábio Pavão; o diretor cultural Rogério Rodrigues; o jornalista e autor da biografia "Clara Nunes, Guerreira da Utopia", Vagner Fernandes; o escritor João Baptista Vargens; a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira; e a subsecretária municipal de Cultura, Raquel Valença.

Após sorteio de brindes da Portela e o intervalo para o almoço, o público lotou as 100 poltronas do auditório para conferir os três curtas produzidos pelos alunos do projeto Por Telas, parceria entre a agremiação e a produtora Canto de Sala, de Cecília Rabello.

Após a exibição dos três filmes e a estreia do documentário sobre o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz, a plateia, formada em sua grande maioria por alunos dos projetos sociais da Azul e Branco, acompanhou um debate com os idealizadores do Por Telas e os diretores Ruan Lucena, Ygor Lioi e Rozzi Brasil, autores de "Do Samba ao Sample: Entre Duas Culturas", "Um Craque Esquecido" e "Procuram-se Mulheres", respectivamente.

O encontro também teve a presença do vereador Reimont, autor da lei do Perímetro Cultural, que vai mapear e ajudar a preservar endereços históricos de sambistas do bairro onde nasceu a Portela.

Outros destaques do roteiro foram a visita guiada à exposição "O Rio do Samba: Resistência e Reinvenção" e a oficina de surdo. A ocupação portelense terminou com uma grande roda comandada pelo grupo Samba dos Crias, formado por integrantes da Portela, nos pilotis do prédio.

Foto: Lisandra Arantes
Legenda: Debate sobre o enredo da Portela reuniu membros da diretoria e pesquisadores de carnaval

Fonte.:  www.gresportela.com.br