Crivella deve se reunir essa semana com as escolas de samba do Grupo Especial para resolver subvenÁ„o

 

Redação Carnavalesco

A esperada reunião entre o prefeito Marcelo Crivella e as escolas de samba do Grupo Especial deve acontecer essa semana. Em entrevista ao jornal O Globo, o prefeito do Rio disse que “em 2017 foi considerado traidor, e que esse ano vai sair de herói”.

Crivella não quis falar de dará R$ 500 mil ou R$ 1 milhão para cada agremiação, mas frisou que o momento financeiro da Prefeitura do Rio é complicado e atacou a falta de compliance das escolas de samba, como no episódio da prisão do presidente Chiquinho da Mangueira, e que levou a saída da Uber como patrocinadora.

“Eles jogaram fora o patrocínio que eu consegui. Talvez eles pudessem fazer um enredo: aqui se faz aqui se paga. Nós ajudamos e eles desperdiçaram. Vamos nos reunir com eles para tratar como a prefeitura em um momento de extrema agonia poderá ajudar aqueles que uma vez ajudados jogaram fora a ajuda que receberam. Eu que na Sapucaí em 2017 fui considerado traidor, esse ano eu vou sair de herói”, disse o prefeito ao jornal O Globo.

Crivella falou que fez muito pelas escolas de samba no carnaval do ano passado.

“Chamei as escolas e disse: darei R$ 1 milhão e me comprometi a conseguir patrocínio. Viabilizei com a Uber, somando tudo, foram quase R$ 21 milhões”.

Fonte.:  www.carnavalesco.com.br