Riotur garante subvenÁ„o para todas as escolas e revela data da final de Rei Momo e Rainha do Carnaval

 

Por Guilherme Ayupp

A Riotur se mantém otimista com relação à realização dos ensaios técnicos em janeiro e fevereiro de 2019. Os treinos das escolas não estão confirmados no Sambódromo devido à falta de verba para viabilizá-los. O diretor de operações da entidade, Bruno Mattos, atendeu a reportagem do CARNAVALESCO para uma entrevista e afirmou que, embora difícil, mantém a esperança até o fim.

“A esperança é a última que morre. Já começamos a negociar desde o ano passado com parceiros. Mas as empresas por seus motivos acabaram revisando. Não é apenas a Light que está em conversas conosco, existem outras. A possibilidade sempre existe, mas a negociação é difícil por causa do valor”, esclareceu Mattos.

Outro ponto importante debatido com Mattos foi com relação à eleição da Corte para o Carnaval 2019. A escolha está confirmada para o fim de dezembro, mas não vai acontecer em Copacabana como chegou a ser cogitado.

“A data da semifinal será dia 21 de dezembro na Cidade do Samba para o rei e a rainha do carnaval. A escolha da corte vai acontecer no dia 27 de dezembro, também na Cidade do samba. Tínhamos a ideia de fazer no palco de Copacabana, algo diferente esse ano. Mas por uma medida de segurança decidimos manter para o local onde vem sendo feito nos últimos anos”, explicou.

O dirigente descartou mudanças na iluminação do Sambódromo para o Carnaval 2019, embora esse seja um antigo desejo da gestão da Riotur no governo de Marcelo Crivella. Segundo Mattos, apenas mediante uma parceria com empresas de grande porte a reforma estaria garantida.

“Estamos batalhando pelas melhorias do Sambódromo. Para o ano que vem a questão da iluminação não dá mais tempo. Lançamos um caderno de encargos, mas no final dessa gestão do Crivella conseguiremos entregar uma nova iluminação para o Sambódromo, pois a atual é antiga. É uma operação cara e precisamos de incentivo e parcerias com grandes empresas”, explica.

Sobre o fator de maior preocupação de todas as escolas de samba cariocas, Bruno Mattos trata de tranquilizar os sambistas. Segundo ele, todos os grupos receberão a subvenção, que será liberada a outros grupos tão logo a questão com a Liesa esteja definida.

“A parte da Liesa está na Casa Civil para ser assinada. E depois de resolvida a questão com o Grupo Especial vamos assinar não só com a Lierj, mas também com a Liesb. Podem ter certeza que o carnaval vai sair. Infelizmente devido à uma questão orçamentária a liberação vai ficar um pouco em cima, mas o dinheiro será viabilizado”.

Fonte.:  www.carnavalesco.com.br