Possível saída do patrocinador Guanabara é duro golpe no Carnaval carioca

 

Por João Carlos Martins

Mais uma intempérie promete atingir o Carnaval do Rio de Janeiro. De acordo com Leo Dias, do jornal O Dia, os Supermercados Guanabara, um dos maiores patrocinadores do Carnaval carioca, estão fora da festa para 2019. Na sua coluna desta terça-feira (20), o jornalista dá detalhes do motivo pelo qual a empresa não investirá na folia ano que vem.

Além de contribuir com um dos valores mais altos, o Guanabara era dono de um dos mais grandiosos camarotes da Marquês de Sapucaí. Por conta da saída do patrocinador master, o camarote também ficará de fora da Avenida da folia carioca.

Em conversa com o SRzd, o diretor de Carnaval da Liesa, Elmo José dos Santos, disse que está fora do Rio e não sabe a respeito do assunto. Já o coordenador da Central de Atendimento da Liga, Heron Schneider, afirmou que não tem a confirmação sobre o camarote, pois ainda não saíram os pagamentos. Schneider disse que não sabe sobre questão de patrocínio.

Também procurado pelo SRzd, o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, não respondeu até o fechamento da publicação.

Vale ressaltar que a crise financeira do Carnaval, além de prejudicar as agremiações, atingiu os ensaios técnicos, não realizados na última temporada e com poucas chances de acontecerem em janeiro e fevereiro de 2019.

A busca por patrocinadores é cada vez mais difícil. Atualmente, as duas fontes de dinheiro são a Rede Globo, que é a primeira a destinar verba às agremiações, e a venda de ingressos. Recentemente, a Uber confirmou que dará R$ 500 mil a cada escola do Grupo Especial. No entanto, a expectativa de que a empresa arcasse com os custos dos ensaios técnicos caiu por terra.

A última tentativa de Liesa e Riotur para sanar o problema de verba dos treinos na Sapucaí foi pedir ajuda ao governo estadual. Os dirigentes tentam parceria, através da lei de ICMS, com a empresa de energia Light.

Fonte.:  www.srzd.com