Pré-Carnaval! Riotur avança negociações com Uber para volta dos ensaios técnicos

 

Por Redação

O projeto da volta dos ensaios técnicos para o Carnaval 2019 parece cada vez mais perto de sair do papel. Durante o sorteio da ordem dos desfiles do Grupo Especial nesta terça-feira, 17, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, contou ao Sambarazzo que está confiante na retomada dos treinos gratuitos no Sambódromo.

Segundo o dirigente, existe real interesse do Uber em financiar os ensaios e Prefeitura do Rio e Liesa já levaram uma proposta formal ao aplicativo de transportes. A expectativa é de que nos próximos dias tudo esteja acertado.

– A volta dos ensaios técnicos é um desejo nosso. Nós entendemos a situação da Liesa. Então entramos em comum acordo com o Castanheira (Jorge, presidente da Liga) e levamos ao Uber uma proposta. Eles estão muito dispostos a participar e ser os realizadores, os incentivadores do ensaio técnico. Já levamos a proposta. Estamos aguardando a resposta. Já, já teremos boas noticias, se Deus quiser – adiantou Marcelo Alves (a entrevista completa por vídeo você encontra no Facebook do Sambarazzo).

No mês passado, Jorge Castanheira já havia revelado que os treinos que antecedem os desfiles oficiais na Marquês de Sapucaí deveriam retornar mediante um projeto para captar recursos via Lei Rouanet, a lei federal de incentivo à cultura.

Sambistas estão ansiosos

Enquanto a novidade não é confirmada, algumas personalidades do mundo do samba torcem para que a Avenida volte a encher nos meses que antecedem o Carnaval. Voz oficial da festa carioca, Jorge Perlingeiro enalteceu a iniciativa por aproximar quem não pode pagar os ingressos dos desfiles oficiais pra ver as escolas de samba.

– Não pode ter carnaval sem ensaio técnico. Tem que ter coisas antes, é o pré-Carnaval. Ter o povo na Sapucaí. Os ensaios beneficiam quem não pode pagar o ingresso – afirma Perlingeiro.

Comentarista da TV Globo, Milton Cunha também elogiou a participação das torcidas durante os treinos no Sambódromo:

– O ensaio técnico prova que a plateia é quem faz o espetáculo. Estive em Parintins (no festival dos bois Caprichoso e Garantido em Amazonas) recentemente e, nesse sentido, eles ganham da gente. Isso lá é melhor, a plateia participando. Aqui, só no ensaio técnico que isso acontece. No dia do desfile, não acontece nada. A torcida é a salvação da lavoura.

Os treinos foram cancelados para 2018 em virtude da falta de recursos financeiros. A Liesa argumentou que arcava sozinha com cerca de R$ 4 milhões para realização do evento.  Há 15 anos, os ensaios técnicos faziam parte das atividades de lazer dos cariocas, sempre com entrada franca, o que garantia a lotação máxima do Sambódromo.

Valor da subvenção deve continuar o mesmo

– Já estamos conversando com o prefeito (Marcelo Crivella). Já está na mesa da Casa Civil a renovação de toda a subvenção ao Carnaval. Existe um momento difícil da prefeitura, que é nítido. Há uma crise no Rio, no Brasil, que é muito grande. Mas estamos fazendo de tudo pra não passarmos dificuldades. Eu confio que nós continuaremos apoiando e trazendo mais marcas pra incrementar o espetáculo – finaliza Marcelo.

*Foto de capa: Irapuã Jeferson

Fonte.:  www.sambarazzo.com.br